“Pelos nossos cálculos, estimamos que a SAM 2014 (Semana de Ação Mundial) envolveu cerca de 4 mil pessoas nas atividades”, afirma Rosana Evangelista Cruz, professora da UFPI (Universidade Federal do Piauí). De acordo com ela, as instituições organizadoras da Semana de Ação Mundial, entre elas o Comitê da Campanha no Piauí, realizaram uma avaliação extremamente positiva da SAM:

  • Engajamento de 26 coletivos comprometidos com a educação inclusiva na organização da Semana;
  • Quantidade e diversidade de atividades realizadas;
  • Grande número de participantes;
  • Envolvimento de pessoas com deficiência em todos os momentos;
  • Cobertura da imprensa.

“A SAM-2014 foi considerada um marco para o Estado do Piauí, pois conseguiu pautar a educação inclusiva, dando visibilidade à problemática. Ademais, o ponto central foi a criação do Fórum Estadual de Educação Inclusiva, pois este coletivo garantirá a continuidade da articulação entre as entidades, fortalecendo a luta pelo direito à educação especial, na perspectiva inclusiva, no Piauí”, explica Rosana.